O que é Mercado Livre

No Mercado Livre de Energia, chamado também de Ambiente de Contratação Livre (ACL), o consumidor tem a liberdade de escolher o seu fornecedor de energia e firmar diretamente com ele as condições de contratação, negociando preços, prazos e volume.

A liberdade de escolha pode proporcionar uma redução significativa nos gastos com a conta de energia.

Mercado Cativo

No Mercado Cativo, o consumidor adquire a energia da distribuidora que tem concessão na região. Nesse caso, as tarifas pelo consumo de energia são reguladas pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e o consumidor não tem a possibilidade de negociar o preço.

Todos os consumidores residenciais, algumas empresas e consumidores rurais estão nesse mercado.

Mercado Livre

No Mercado Livre, o consumidor escolhe o seu fornecedor de energia de forma a atender suas necessidades energéticas. É possível também escolher o tipo de energia, a fonte dessa energia e ter controle quanto ao montante de consumo.

As condições de contratação são negociadas diretamente com o fornecedor por meio de contratos bilaterais e, dessa maneira, a empresa não fica suscetível às variações de tarifas de energia, uma vez que os preços já foram previamente estabelecidos.

A Agroenergia atua mediando essas negociações entre os agentes geradores e consumidores de energia. É importante ressaltar que, no Mercado Livre, a estrutura física das distribuidoras, como fiação e postes, continua sendo utilizada.

Empresas com demanda contratada igual ou superior a 500kW podem migrar para o Mercado Livre. Essas empresas são divididas em dois grupos de consumidores, os Livres e os Especiais, conforme seguintes critérios:

Consumidores Livres

São empresas com demanda contratada igual ou superior até 3.000kW.

Essas empresas podem contratar energia gerada por qualquer tipo de fonte, incluindo as grandes hidrelétricas e usinas termoelétricas.

Porém, para as empresas que se conectaram ao sistema de energia antes de 7 de julho de 1995, a tensão recebida deve ser superior a 69kW, caso contrário, só poderão contratar energia de fontes incentivadas.

Consumidores Especiais

São empresas que tem demanda superior a 500kW e inferior a 3.000kW por unidade, ou por somatório de unidades com mesmo CNPJ.

Essas empresas podem contratar energia gerada apenas por fontes renováveis, como biomassa, usinas eólicas, solares e PCH (Pequenas Unidades Hidroelétricas, com potência inferior a 50.000kW).

É a energia proveniente de grandes usinas hidrelétricas e termoelétricas, que são as mais comuns em nosso país.

Provém de fontes alternativas de energia renovável, gerada por usinas eólicas, solares, biomassa, hidráulica e com cogeração qualificada. É necessário que essas usinas trabalhem com potência até 30.000kW.

Além de optar por um recurso sustentável, os consumidores que adquirem esse tipo de energia tem descontos de 50% a 100% nas tarifas de distribuição e transmissão de energia (TUSD/TUST).

Também tem origem nas fontes alternativas, gerada por usinas eólicas, solares, biomassa, e hidráulica, porém não traz desconto nas tarifas de distribuição e transmissão de energia.

É necessário que essas usinas injetem no sistema potência superior a 30.000kW.

Flexibilidade

O consumidor negocia as condições diretamente com o fornecedor, adequando preços, prazos e indexações de acordo com as suas necessidade de consumo.

Poder de Escolha

Apoiado à sólida experiência da Agroenergia, o consumidor tem liberdade para tomar suas próprias decisões de compra de energia, podendo escolher o fornecedor que melhor se adequa às suas estratégias de curto e longo prazo.

 

Previsibilidade

Uma vez firmado o contrato, o consumidor consegue prever os seus custos com energia elétrica, pois já não fica suscetível às variações tarifárias.

Garantia do Fornecimento

O consumidor não fica sem eletricidade. O acordo bilateral de compra de energia é baseado em regras e procedimentos de comercialização. Além disso, a entrega física da energia continua sendo realizada pela distribuidora local.

Sustentabilidade

O consumidor tem a opção de contratar energia de fontes renováveis, contribuindo com uma matriz energética limpa e reduzindo a emissão de gases de efeito estufa.

Economia

Por meio de uma estratégia de aquisição suportada pela Agroenergia e do dinamismo existente no Mercado Livre, o consumidor pode obter uma redução significativa nos custos com energia elétrica.